• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.9.2000.tde-25092014-120919
Documento
Autor
Nome completo
Raimundo Wilane de Figueiredo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2000
Orientador
Banca examinadora
Lajolo, Franco Maria (Presidente)
Alves, Ricardo Elesbão
Cordenunsi, Beatriz Rosana
Maia, Geraldo Arraes
Mancini Filho, Jorge
Título em português
Desenvolvimento, maturação e armazenamento de pedúnculos de cajueiro anão precoce CCP-76 sob influência do cálcio
Palavras-chave em português
Bioquímica dos alimentos
Cajueiro anão
Cálcio
Ciência dos alimentos
Pedúnculo de cajueiro
Resumo em português
Três experimentos foram desenvolvidos em duas etapas, utilizando-se as dependências e instalações da Embrapa - Agroindústria Tropical, em Fortaleza, CE, com os seguintes objetivos: avaliar quanto aos aspectos físicos, físico-químicos, químicos e bioquímicos de pedúnculos de cajueiro anão precoce CCP-76 durante o desenvolvimento e maturação; caracterizar quantitativa e qualitativamente as alterações nos constituintes da parede celular do pedúnculo associadas aos processos de desenvolvimento e maturação, e verificar o efeito da aplicação pós-colheita de cálcio, em diferentes concentrações, sobre as características físicas, físico-químicas, químicas e bioquímicas dos pedúnculos submetidos a armazenamento refrigerado sob atmosfera modificada. Os cajus utilizados neste trabalho, foram obtidos na área comercial de clones de cajueiro anão precoce instalada na Empresa Mossoró Agro-industrial S.A. O clone selecionado para este estudo foi o CCP-76 por ser o mais cultivado para produção de pedúnculos para comercialização in natura. As colheitas foram feitas em junho e agosto de 1997 para os experimentos 1 e 2 respectivamente, e em novembro de 1998 para o experimento 3. Os cajus, depois de colhidos, foram imediatamente transportados para o laboratório, onde se deu início aos estudos conforme o experimento em questão. Para os experimentos 1 e 2, os cajus foram selecionados em sete estádios de desenvolvimento e maturação de acordo com a coloração externa do pedúnculo e da castanha: 1. verde com castanha verde; 2. verde com castanha madura e seca; 3. verde claro; 4. Início de coloração amarela; 5. Amarelo com início de cor laranja; 6. laranja claro e 7. laranja escuro. No primeiro experimento, foram realizadas análises físicas, físico-químicas, químicas e bioquímicas dos pedúnculos: peso total (castanha + pedúnculo) peso do pedúnculo e o da castanha, diâmetros e comprimento, firmeza, clorofilas, carotenóides, antocianinas, pH, sólidos solúveis, acidez, vitamina C, cálcio, amido, açúcares, compostos fenólicos, pectinas, atividade das enzimas poligalacturonase, pectinametilesterase, polifenoloxidase e peroxidase. No segundo experimento, a partir de material de parede celular extraído, foram realizadas as seguintes análises: celulose, hemicelulose, uronídeos totais, grau de esterificação de pectinas e cálcio ligado. No terceiro experimento, os cajus foram colhidos no estádio de maturação comercial (estádio 7) e submetidos a seleção, préresfriamento, desinfecção em água clorada, secagem ao ar, nova seleção e tratamento com CaCI2 a 0,5%, 1% e 2% com espalhante adesivo, sendo que a testemunha foi apenas em água contendo o espalhante. Após secagem ao ar, os cajus foram acondicionados em bandejas, as quais foram envolvidas em PVC armazenadas em câmara com temperatura de 5°C ± 1°C e umidade relativa de 88% ± 3%. A cada 5 dias, por um período de 25 dias, foram tomadas amostras para execução das seguintes análises: perda de peso, firmeza, senescência, antocianinas, pectinas, compostos fenólicos, vitamina C, pH, sólidos solúveis, acidez, açúcares solúveis, cálcio, atividades de pectinamestilesterase e poligalacturonase. A maior relação sólidos solúveis/acidez foi atingida no estádio 7, indicando que este é o ideal para a colheita de pedúnculos ocasião em que alcança sua máxima qualidade para o consumo. Os pedúnculos de caju apresentaram amaciamento acentuado durante o desenvolvimento e maturação, observando-se paralelamente redução no teor de pectina total e aumento na percentagem de solubilização. A firmeza dos pedúnculos apresentou correlação significativa e inversa com a solubilidade das pectinas e com a atividade das enzimas PME e PG. A solubilidade da pectina, por sua vez, mostrou correlação significativa e positiva com a atividade de ambas as enzimas, que se correlacionaram entre si positivamente. O ambiente refrigerado aliado a atmosfera modificada, pode ser usado com sucesso no retardamento do processo de senescência do pedúnculo de caju, uma vez que aumenta substancialmente sua vida pós-colheita sem causar injúrias fisiológicas por até 20 dias. Pedúnculos tratados com cálcio foram mais firmes do que os não tratados, sendo que a partir de 0,5% não se observou um aumento do efeito. Doses crescentes de cálcio proporcionaram teores médios de cálcio total, solúvel e insolúvel superiores aos da tetemunha. O tratamento com cálcio não inibiu a atividade da pectinametilesterase. Porém foi decisivo na atividade de poligalacturonase, uma vez que os pedúnculos não tratados obtiveram valores médios de atividade dessa enzima superiores aos tratados.
Título em inglês
Developing, maturation and storage cashew apples of the clone CCP-76 under the influence of calcium
Palavras-chave em inglês
Calcium
cashew peduncle
Dwarf cashew
Food Biochemistry
Food Science
Resumo em inglês
Three experiments were carried out in two stages, using the EMBRAPA (Tropical and Agricultural Industry) - plants and annexes in Fortaleza, CE aiming the following: to evaluate the physícal, physicochemical, chemical and biochemical characteristícs of cashew apples of the clone CCP-76 during maturation and developing stages; to characterize qualitative and quantitative changes in the cell wall contents of the cashew apples due to developing and maturation processes; and to verify the post harvest application effect of calcium under different concentrations on cashew apples. The physical, physicochemical, chemical and biochemical characteristics of cashew apples stored under refrigeration and modified atmosphere were studied. The cashew apples used for this work were obtained from the clone experimental areas of early dwarf cashew trees of Mossoró Agricultural Company S.A. The selected clone for this study was the CPP-76 due to be recommended for commercial planting in function of its production aspects and cashew apple quality for consumption in natura. The harvests were done in June and August 1997 for the 1st and 2nd experiments, respectively and in November 1998 for the 3rd experíment. The cashew apples, after being harvested were transported immediately to the laboratories, for the starting of the due experiment. For the experiments 1 and 2, the cashew apples were selected in seven developing and maturation stages according to the cashew apple size and skin externai color as the following: 1- green cashew apple and nut; 2- green cashew apple with ripen dry nut; 3- light green cashew apple, 4- yellowish, 5- onset of the orange color, 6- light orange color, 7- dark orange color. For the first experiment the following physical, physicochemical, chemical and biochemical analyses were realized: total weight (cashew apple + nut), nut weights, cashew apple weights, diameters and lengths, firmness, chlorophylls, carotenoids, anthocyanins, pH, total soluble solids, titratable acidity, vitamin C, calcium, starch, sugars, phenolic compounds, pectins, polygalacturonase, pectinmethylesterase, polyphenoloxidade e peroxidase activities. In the second experiment, the following analyses on the cell wall material extracted, were realized: cellulose, hemicellulose, total uronides, pectin esterification degree and bound calcium. For the third experiment, the cashew apples were harvested on the commercial maturation stage and submitted to a selection, pre-cooling, chlorinated water washing, air drying, new selection and treatment with CaCI2 0.5%, 1% and 2% with thickener being the testimony, water and thickener only. After air drying, the cashew apples were placed on trays, involved with PVC film and stored at 5°C ± 1°C and relative humidity 88% ± 3%. Samples were taken for analyses at each 5 days during a 25 day period and the following analyses carried out: weight loss, firmness, senescence, anthocyanins, pectins, tannins, vitamin C, pH, total soluble solids, titratable acidity, calcium, soluble sugars, polygalacturonase, pectinmethylesterase activities. The major ratio soluble solids/acidity was reached in the stage 7, indicating that stage as the ideal for cashew apple harvesting, occasion that the edible quality peak is reached. The cashew apples showed a sharp softness during the development and maturation in parallel to a decrease in total pectin levei and increase in soluble pectin/total pectin ratio. There was an inverse and significative correlation between cashew apples firmness and pectin solubility, PME and PG activities. On the other hand, pectin solubility showed a significative and positive correlation with the activity of both enzymes, which correlated, positively to each other. The refrigeration added to the modified atmosphere may be used with success to delay cashew apple senescence process once they increase substantially its post harvest shelf life without causing physiological damage up to 20 days of storage. The cashew apples treated with calcium showed better firmness than those without treatment did, although, under calcium concentration up to 0,5% that effect was not observed anymore. Increased calcium dosages gave mean levei of total, soluble and insoluble calcium higher than the testimony. The calcium treatment did not inhibit the pectinmethylesterase activity. However, calcium was decisive for polygalacturonase activity, once the cashew apples that did not receive calcium treatment, obtained mean values for that enzyme activity higher than those treated.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-09-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.