• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.9.2010.tde-05042010-163741
Documento
Autor
Nome completo
Rodrigo Danelon da Cruz
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Guerra-Shinohara, Elvira Maria (Presidente)
Colli, Célia
Rondo, Patricia Helen de Carvalho
Título em português
Avaliação da deficiência de ferro durante o processo gestacional e sua relação com o consumo alimentar e a suplementação com ferro
Palavras-chave em português
Anemia
Anemia ferropriva
Deficiência de ferro
Gravidez
Suplementação de ferro
Resumo em português
A deficiência de ferro e anemia ferropriva são problemas de ordem mundial. Para as mulheres no período gestacional, a preocupação com o estado do ferro no organismo deve ser ainda maior, pois a deficiência desse elemento pode causar prejuízo na formação dos bebês. O objetivo do projeto é avaliar a evolução da freqüência de deficiência de ferro e anemia ferropriva e os parâmetros de ferro no organismo de mulheres grávidas durante toda a gestação e relacionar com dados da dieta e suplementação de ferro. Também avaliamos os dados sócio-demográficos e nutricionais maternos, além dos parâmetros de ferro, com o peso dos seus recém nascidos. Participaram do estudo 183 gestantes, 103 terminaram o protocolo e das quais foram colhidas amostras de sangue nas idades gestacionais de 16, 28 e 36 semanas. Para avaliação nutricional foram aplicados três inquéritos recordatórios de 24 horas no dia da coleta. Foram realizadas as determinações de ferro sérico, saturação de transferrina, ferritina sérica, capacidade total de ligação ao ferro (CTLF) e concentração sérica do receptor de transferrina (sTfR), além da dosagem da concentração de hemoglobina. As gestantes foram classificadas em seis grupos conforme a suplementação com ferro em cada idade gestacional: as mulheres que não utilizaram essa suplementação foram incluídas no grupo 1 (N=21); enquanto as participantes que fizeram o uso de suplementação em todas as idades gestacionais, até 16 semanas de gravidez e com 28 e 36 semanas de gestação foram incluídas nos grupos 2 (N= 17), 3 (N=12) e 4 (N=24), respectivamente. Os outros 2 grupos foram constituídos por mulheres que utilizaram a suplementação somente com 28 semanas de gestação (Grupo 5, N= 19) e com 36 semanas de gestação (grupo 6 , N= 10). Não houve correlação entre os consumo de ferro da dieta e os parâmetros que avaliam o estado do ferro no sangue. Houve aumento da freqüência de deficiência de ferro em todos os grupos estudados, mas não ocorreu aumento da freqüência de anemia e nem anemia ferropriva.
Título em inglês
Assesment of iron deficiency during pregnancy and its relation to food consumption and iron supplementation
Palavras-chave em inglês
Anemia
Iron deficiency
Iron deficiency anemia
Iron supplementation
Pregnancy
Resumo em inglês
Iron deficiency and iron deficiency anemia are worldwilde problems. For women during pregnancy, concern about the iron status should be even higher, because the iron deficiency may impair the formation of newborn. The objectives of this work was evaluate the frequency of iron deficiency and iron deficiency anemia and iron status markers of pregnant women during pregnancy and correlate with diet intake and iron supplementation. We also assess the socio-demographic, maternal nutrition and iron status with birth weight of their newborns. The study included 183 women, 103 completed the protocol. Blood samples was collected at gestational ages of 16, 28 and 36 weeks. Nutrient intake was assessed by 24 hour dietary recall applied at the same time of blood samples. We analyzed serum iron, transferrin saturation, serum ferritin, total iron binding capacity (TIBC), serum transferrin receptor (sTfR), and hemoglobin. Patients were classified into six groups according to iron supplementation: women who did not use this supplement were included in group 1 (N = 21), while the participants who made use of supplementation in all gestational ages, up to 16 weeks of gestation, in 28 and 36 weeks of gestation were included in group 2 (N = 17), 3 (N = 12) and 4 (N = 24), respectively. The other 2 groups consisted of women who used supplement in 28 weeks of gestation (Group 5, N = 19) and 36 weeks of gestation (group 6, N = 10). There was no correlationship between diet intake of iron and iron status markers. The frequencies of iron deficiency increased during pregnancy in all groups , however the frequencies of anemia and iron deficiency anemia did not.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2010-04-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.