• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Silvia Patricia Nuñes Vaca
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Carbonare, Solange Barros (Presidente)
Ceccon, Maria Esther Jurfest Rivero
Pinto, Maria Isabel de Moraes
Título em português
Transferência de anticorpos reativos com intiminas α, β, γ de Escherichia coli pela placenta e aleitamento materno: determinação quantitativa em soros de recém-nascidos e soros e colostros de suas mães
Palavras-chave em português
Aleitamento materno
Anticorpos IgA (ou Imunoglobulina A)
Anticorpos IgG (ou Imunoglobulina G)
Colostro humano
Escherichia coli enteropatogênica (ou EPEC)
Imunização passiva
Intimina
Transferência placentária
Resumo em português
Intimina é uma adesina de natureza protéica das bactérias diarreiogênicas Escherichia coli enteropatogenica (EPEC) e enterohemorrágica (EHEC), capazes de induzir a lesão 'attaching e effacing' em enterócitos. Os principais subtipos de intiminas de EPEC e EHEC prevalentes no Brasil são α, β e γ. Nosso objetivo foi investigar a transferência de anticorpos maternos anti-intiminas aos recém-nascidos de mães saudáveis de São Paulo, Brasil. Foram pesquisados anticorpos SIgA no colostro e IgG no soro de 50 mulheres saudáveis e no soro de cordão umbilical de seus recém-nascidos, por ELISA utilizando como antígeno proteínas recombinantes purificadas das regiões conservadas e variáveis de intiminas α, β e γ. As concentrações de anticorpos no colostro foram superiores quando comparadas com as concentrações do soro para todos os tipos de intiminas. Não se observaram diferenças estatísticas entre as concentrações de anticorpos reativos com as diferentes intiminas nas amostras de colostro. As concentrações de anticorpos reativos com a região conservada da intimina foram significativamente mais elevadas em comparação com as regiões variáveis no soro dos grupos de mães e de recém-nascidos. Houve alta correlação entre todos os anticorpos anti-intiminas nas amostras de colostro. Comparando-se as concentrações de anticorpos séricos, os coeficientes foram maiores entre anti-α e anti-β que entre os outros pares. Nossos resultados confirmam a transferência de anticorpos maternos para o recém-nascido pela placenta e pelo aleitamento materno e reforça o efeito protetor da amamentação contra infecção por EPEC.
Título em inglês
Transference of antibodies reactive with intimins α, β and γ of Escherichia coli by placenta and breastfeeding: quantitative determination in the sera of newborns and the colostrum and sera of their mothers
Palavras-chave em inglês
Breastfeeding
Enteropathogenic Escherichia coli (OR epec)
Human colostrum
IgA antibodies (or Immunoglobulin A)
IgG antibodies (or Immunoglobulin G)
Intimin
Passive immunization
Placental transfer
Resumo em inglês
Intimin is a proteic adhesin of enteropatogenic (EPEC) and enterohemorragic (EHEC) Escherichia coli, capable of inducing attachment and effacement lesion in enterocytes. The main subtypes of intimins of EPEC and EHEC prevalent in Brazil are α, β and γ. Our aim is to investigate the transference of maternal anti-intimin antibodies to the newborns of healthy mothers from Sao Paulo, Brazil. IgG and SIgA antibodies were determined in sera and colostrum from 50 healthy women and cord sera from their newborns, by ELISA using as antigens purified recombinant proteins, conserved and variable regions of α, β and γ intimins. The IgA antibody concentrations of colostrum are higher than IgG antibodies in serum for all intimins and there were no statistical differences between them in colostrum samples. The concentrations of antibodies reactive with the conserved region of intimin are significantly higher compared to the variable regions in the sera groups, mothers and newborns. There were high correlation coefficients between all the anti-intimins antibodies in colostrum samples. In the comparison of the seric antibody concentrations, the coefficients were higher between anti-α and anti-β than all the other pairs. Our results confirm the transference of maternal antibodies to the newborns by placenta and breastfeeding and reinforce the high protection effect of breastfeeding against EPEC infection.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-08-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.