• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.91.2011.tde-08082011-084151
Documento
Autor
Nome completo
Ana Paula Zaguetto Alves
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2011
Orientador
Banca examinadora
Leonidio, Adalmir (Presidente)
Aguiar, Leonel Azevedo de
Marques, Paulo Eduardo Moruzzi
Título em português
O Jornal Nacional e a crise ambiental: uma análise crítica do discurso das notícias sobre as mudanças climáticas
Palavras-chave em português
Crítica jornalística
Desenvolvimento sustentável
Meio ambiente
Mudança climática
Políticas públicas
Televisão.
Resumo em português
As mudanças climáticas são, no momento, uma das questões ambientais que mais recebe atenção no debate científico, econômico e político. Os estudos sobre esse fenômeno apontam que a ação humana está interferindo no clima ao aumentar a concentração dos gases de efeito estufa, principalmente o gás carbônico. Os relatórios produzidos pelo Painel Intergovernamental para Mudanças Climáticas, o IPCC, são a principal referência para o entendimento das mudanças climáticas, suas possíveis conseqüências e as opções para adaptação e mitigação. No entanto, as soluções apontadas pelos relatórios desenvolvimento de tecnologia e mecanismos de mercado referem-se aos mesmos fatores que causam a crise ambiental, dando continuidade ao mesmo modelo de desenvolvimento econômico. A incorporação da questão ambiental à política e à economia resultou na eliminação das contradições que existem entre equilíbrio ambiental e capitalismo. Segundo a Teoria Social do Discurso, o discurso está presente em todas as dimensões da vida social, contribuindo para a constituição das identidades sociais, das relações sociais e dos sistemas de conhecimento e crenças; é uma prática de representação e significação do mundo. O discurso possui diversas orientações e uma delas é a orientação ideológica: o discurso como meio de reproduzir e naturalizar ideologias. As ideologias são construções e representações de mundo que contribuem para a reprodução e a transformação das relações de dominação. O discurso do desenvolvimento sustentável tem a função de legitimar o desenvolvimento econômico perante a crise ambiental, afirmando que esse pode internalizar as condições de sustentabilidade ecológica e social. O principal fórum de legitimação dos problemas ambientais são os meios de comunicação de massa, que sendo parte e parcela do desenvolvimento das sociedades capitalistas, e, portanto, identificados com seus valores reproduzem o discurso do desenvolvimento sustentável. O discurso das notícias sobre as mudanças climáticas legitimam as medidas apontadas pelo IPCC como a solução para o problema. As notícias também constroem um discurso centrado no medo, baseado na ameaça de catástrofes naturais, que suscita na sociedade a preocupação sobre o problema. Mas ao mesmo tempo a solução é apresentada: mais tecnologia e mais mecanismos de mercado, legitimando a continuidade do mesmo modelo de desenvolvimento que causa a crise ambiental.
Título em inglês
The Jornal Nacional and the environmental crisis: a critical discourse analysis of news about climate change
Palavras-chave em inglês
Climate change
Critical discourse analysis
Environmentalism
Public sphere.
Television
Resumo em inglês
Climate change is at present one of the environmental issues that receive more attention in scientific, economic and political debate. Studies about this phenomenon suggest that human action is interfering with the climate by increasing the concentration of greenhouse gases, mainly carbon dioxide. The reports produced by the Intergovernmental Panel on Climate Change, the IPCC, are the main reference for the understanding of climate change, its possible consequences and options for adaptation and mitigation. However, the solutions suggested by these reports - the development of technology and market mechanisms - refer to the same factors that cause the environmental crisis, continuing the same economic development model. The incorporation of environmental issues to politics and to the economy resulted in the elimination of the existing contradictions between capitalism and environmental balance. According to the Social Theory of Discourse, discourse is present in all dimensions of social life, contributing to the formation of social identities, social relations and systems of knowledge and beliefs; it is a practice of world mening and world representation. The discourse has different guidelines. One of them is the ideological orientation: the discourse as a means of reproducing and naturalizing ideologies. Ideologies are constructions and representations of the world which contribute to the reproduction and transformation of relations of domination. The sustainable development discourse serves to legitimize the economic development before the environmental crisis, by saying it can internalize the conditions of ecological and social sustainability. The main forum for legitimizing environmental problems are the means of mass communication, which - being part and parcel of the development of capitalist societies, and therefore identified with their values - reproduce the discourse of sustainable development. The discourse of news about climate change legitimize the measures identified by the IPCC as the solution to the problem. The news also build a discourse centered on fear, based on the threat of natural disasters, raising society concern about the problem. But at the same time the solution is presented: more technology and more market mechanisms to legitimize the continuation of the same model of development that cause the environmental crisis.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-08-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.