• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.91.2017.tde-24082017-185525
Documento
Autor
Nome completo
Juliana de Oliveira Vicentini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 2017
Orientador
Banca examinadora
Molina, Silvia Maria Guerra (Presidente)
Ballester, Maria Victoria Ramos
Hintze, Helio Cesar
Martins, Rodrigo Constante
Queiroz, Odaléia Telles Marcondes Machado
Título em português
Silenciamento midiático socioambiental: uma análise crítica de jornais impressos (nacional e local) sobre a soja na bacia do Alto Xingu - MT
Palavras-chave em português
Alto Xingu
Comunicação de massa socioambiental
Mídia
Silenciamento
Soja
Resumo em português
A comunicação de massa através do seu aparato técnico e de sua onipresença tem o poder de atribuição de significado à realidade. O jornal impresso é o agente comunicacional de maior credibilidade no Brasil. As questões ambientais são compostas pelos mais diversos temas - incluindo aqueles vinculados à agricultura - e comumente são pauta na mídia. A soja é a commodity responsável pela positividade da balança comercial brasileira e a bacia do Alto Xingu é um dos seus principais polos produtores. O objetivo da tese é verificar se os jornais impressos Folha de São Paulo e Conexão Xingu Araguaia promovem (ou não) a pluralidade da informação socioambiental no Brasil. O foco é o espaço geográfico do Alto Xingu, no que se refere aos problemas socioambientais que dali se desdobram em virtude da soja. Por meio da análise de conteúdo, constatou-se que as notícias publicadas por ambos enunciadores no ano de 2015 possuem uniformidade temática: todas elas apresentam viés estritamente econômico sobre a soja proveniente de Mato Grosso. O contexto de sua produção local (Alto Xingu) não foi noticiado. Isso é resultado de um mecanismo comunicacional metonímico, o qual projeta uma parte da realidade como sendo a totalidade. A partir do reconhecimento de parte da realidade local, verificou-se a existência de problemas socioambientais decorrentes daquela agricultura na bacia. Característica do modelo agrícola neoliberal, relações de dependência do mercado, desmatamento, alteração de precipitação e contaminação do solo, água e ar são produzidos como inexistentes, pois são silenciados por aqueles jornais. Isso é resultado da existência de filtros que moldam aquilo que é ou não publicado e pela atuação de um sistema brasileiro ruralista, formado pelo pacto entre os setores midiático, político e econômico. Esse modelo comunicacional sonega o direito à informação, comprometendo a atuação cidadã, no qual a população, por falta de conhecimento sobre a realidade, é impedida de se engajar e agir no seu ambiente rumo a uma sociedade equitativa e ambientalmente equilibrada.
Título em inglês
Socio-environmental media silencing: a critical analysis of newspapers printed (national and local) on soybean in the Alto Xingu basin - MT
Palavras-chave em inglês
Alto Xingu
Media
Silencing
Socio-environmental mass communication
Soybean
Resumo em inglês
Mass communication through its technical apparatus and its omnipresence has the power to signify reality. The printed newspaper is the most credible communicational agent in Brazil. Environmental issues are comprised of a wide range of subjects - including those linked to agriculture - and commonly are the media's agenda. Soybean is the commodity responsible for the Brazilian trade balance and the Alto Xingu basin is one of its main producing poles. The purpose of the thesis is to verify whether the printed newspapers Folha de Sao Paulo and Conexao Xingu Araguaia promote (or not) the plurality of socioenvironmental information in Brazil. The focus is the geographic space of the Alto Xingu, in relation to the socio-environmental problems that unfold because of soybean. Through the analysis of content, it was found that the news published by both enunciators in the year 2015 have thematic uniformity: all of them have a strictly economic bias about the soybean from Mato Grosso. The context of its local production (Alto Xingu) was not reported. This is the result of a metonymic communicational mechanism, which projects a part of reality as being the whole. From the recognition of part of the local reality, it was verified the existence of socio-environmental problems arising from this agriculture in the basin. Feature of the neoliberal agricultural model, relations of market dependence, deforestation, alteration of precipitation and contamination of soil, water and air are produced as nonexistent, because they are silenced by those newspapers. This is the result of the existence of filters that shape what is or not published and by the performance of a Brazilian ruralist system, formed by the pact between media, political and economic sectors. This communication model deprives the right to information, compromising citizenship, in which the population, that for lack of knowledge about reality, is prevented from engage and act in its environment towards an equitable and balanced environmentally society.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-08-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.