• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.93.2016.tde-09102016-142627
Documento
Autor
Nome completo
Deborah Lima Happ
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Título em português
Um romance em cada foto: a popularização da fotomontagem por Francisco Aszmann nas décadas de 1950 e 1960 no Brasil
Resumo em português
Esta dissertação visa estudar a produção do fotógrafo Francisco Aszmann (1907 - 1987), húngaro naturalizado brasileiro, que foi um dos responsáveis pela popularização da fotomontagem no Brasil entre as décadas de 1950 e 1960. Logo que chegou ao país, em 1948, Francisco Aszmann fixou residência na cidade do Rio de Janeiro, onde trabalhou para a revista Sombra e abriu um estúdio comercial de fotografia que faria sucesso junto a elite carioca. Aszmann atuou não apenas como fotógrafo, mas também como professor de fotografia, membro de fotoclubes, autor de livros sobre fotomontagem, colaborador de periódicos da grande imprensa e editor da revista especializada Fotoarte. Para Aszmann, a fotografia so atingia o patamar da arte por meio da fotomontagem. Esta pesquisa tem entre seus principais objetivos contribuir para a revisão de sua obra, para a identificação de suas referências artísticas e para a sua contextualização de sua produção a partir do conceito de kitsch na arte. Apesar das inúmeras atividades que desenvolveu no campo da fotografia, o trabalho de Francisco Aszmann é praticamente desconhecido nos dias de hoje. Um romance em cada foto foi o título de uma seção publicada por ele na revista mensal A Cigarra, entre 1950 e 1955, que irá nos ajudar a compreender a sua concepção de fotografia artística.
Título em inglês
Um romance em cada foto: the popularization of photomontage in Brazil by Francisco Aszmann during the 1950s and 1960s
Resumo em inglês
This dissertation aims to investigate the photographic work of Francisco Aszmann (1907 - 1987), who was an Hungarian-born Brazilian, in part responsible for photomontages rise to popularity in Brazil between the 1950s and 1960s. As soon as he arrived in this country, in 1948, Francisco Aszmann took up residence in Rio de Janeiro, where he worked at Sombra magazine and opened a commercial photography studio that would be successful within Rio de Janeiros elite. Aszmann acted not only as a photographer, but also as a teacher, a photoclubs member, author of books , collaborator of illustrated magazines with wide circulation and editor of the specialized journal Fotoarte. For Aszmann, photography only achieved art status through photomontage. The main objectives of this research are to contribute with the revision of his work, for the identification of his artistic references and to contextualize his work beginning at the concept of kitsch in art. Despite his numerous activities in the field of photography, Francisco Aszmanns work is practically unknown at the present day. Um romance em cada foto (roughly translated One story in each photo) was the title of a section published by him in the monthly magazine A Cigarra, between 1950 and 1955. The relation established between texts and photographies in this section will help us to comprehend Aszmanns conception of artistic photography.
 
Data de Publicação
2016-10-14
 
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.