• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.96.2010.tde-06052010-100209
Documento
Autor
Nome completo
Maíra Camargo Scarpelli
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2010
Orientador
Banca examinadora
Kannebley Júnior, Sérgio (Presidente)
Gurgel, Angelo Costa
Rodrigues Junior, Mauro
Título em português
Hysteresis nas exportações manufaturadas brasileiras: uma análise de cointegração com dados em painel
Palavras-chave em português
Cointegração em painel
Exportações brasileiras
Hysteresis
Taxa real de câmbio
Resumo em português
Apesar da recente queda no crescimento das exportações, a resposta das vendas externas à valorização cambial tem sido mais lenta do que previa a teoria econômica. Essas evidências sugerem a lentidão na correção dos desvios de uma relação de longo prazo entre o câmbio e as exportações, motivando a pesquisa sobre a presença de hysteresis no comércio brasileiro. O objetivo deste estudo é confirmar as predições da teoria de hysteresis em nível macroeconômico para as exportações manufaturadas brasileiras. Para isso, propõe-se um diferencial metodológico: a inclusão, nos modelos de oferta e demanda de exportações, de variável representativa de hysteresis, construída segundo o método de Piscitelli et al. (2000), testando sua significância nas equações. São utilizados modelos com dados em painel, metodologia que permite lidar com efeitos específicos aos setores industriais e realizar testes de hysteresis para o total das exportações manufaturadas a partir de informações desagregadas, proporcionado maior eficiência na estimação. Além disso, é investigada a estacionariedade das séries de dados, realizando testes para raiz unitária e cointegração em painel. Também são estimados os parâmetros das relações de longo prazo entre as variáveis. Os resultados confirmam a hipótese de uma relação de hysteresis, em especial, nas equações de demanda por exportações brasileiras.
Título em inglês
Hysteresis in brazilian manufactured exports: a panel cointegration analysis
Palavras-chave em inglês
Brazilian exports
Hysteresis
Panel cointegration
Real exchange rate
Resumo em inglês
In spite of the recent fall of the growth rate of Brazilian exports, the response of external sales to the appreciation of the exchange rate has been slower than what was predicted by economic theory. These evidences suggest that deviations from a long-run relationship between exchange rate and exports may take longer to be corrected, motivating the investigation of the presence of hysteresis in Brazilian international trade. The purpose of this study is to evaluate the applicability of the theory of macro-hysteresis to Brazilian manufactured exports. Thus, a distinct methodology is proposed: including a hysteretic variable in the equations of export supply and demand as an explanatory variable. This variable is constructed as the method developed by Piscitelli et al. (2000) and will be tested in order to assess its power in capturing the hysteretic effect. This study uses panel data which allow for heterogeneity among the industrial sectors and admits testing the hysteresis hypothesis in the aggregate exports through disaggregated information; hence, panel data will lead to more efficiency when estimating models. Furthermore, the stationarity of the data series is investigated through panel unit root and cointegration tests and the long run relationship parameters are estimated. Results confirm the hypothesis of the presence of a hysteretic relationship, especially in the demand equations.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2010-07-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.