• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.96.2016.tde-11082016-104205
Documento
Autor
Nome completo
Denise Mendes da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2016
Orientador
Banca examinadora
Martins, Vinicius Aversari (Presidente)
Almeida, José Elias Feres de
Cardoso, Ricardo Lopes
Favero, Luiz Paulo Lopes
Paulo, Edilson
Silva, Adolfo Henrique Coutinho e
Título em português
Escolhas contábeis e características corporativas de empresas de grande porte na adoção do IFRS em duas etapas: diagnóstico e análise
Palavras-chave em português
Características Corporativas
Escolhas Contábeis
IFRS
Teoria Institucional
Resumo em português
Este estudo teve como objetivo diagnosticar e analisar características corporativas associadas à realização de múltiplas escolhas contábeis em empresas de grande porte no Brasil, um ambiente peculiar de transição contábil para o IFRS em mais de uma etapa. As características corporativas refletem incentivos econômicos, contratuais e institucionais para a realização de escolhas contábeis. Foi feito um diagnóstico das escolhas contábeis de mensuração, reconhecimento, classificação e apresentação de 75 empresas de grande porte no Brasil (companhias abertas e fechadas) durante o período de transição para o IFRS (2008-2009) e nos quatro anos subsequentes à convergência completa (2010-2013). Foram observadas as características corporativas que podem estar associadas a essas escolhas contábeis. As técnicas estatísticas análise de correspondência simples e múltipla foram usadas para detectar associações entre escolhas contábeis e características corporativas. O estudo partiu de certas hipóteses derivadas de estudos anteriores sobre escolhas contábeis e fundamentadas em três teorias principais: Teoria Contratual da Firma, Teoria Positiva da Contabilidade e Teoria Institucional. A hipótese central (tese) propõe que em ambiente de transição contábil para o IFRS em mais de uma etapa as características institucionais se associam em maior grau às escolhas contábeis de empresas de grande porte. A partir das análises desenvolvidas foi possível concluir que as características econômicas, contratuais e institucionais se associam a uma ou mais escolhas contábeis realizadas nas empresas de grande porte estudadas, durante e após a adoção do IFRS, ou seja, explicam parcialmente as escolhas contábeis em tais empresas. Adicionalmente, verificou-se que as características institucionais se associam a um maior número de escolhas contábeis realizadas nas empresas pesquisadas, isto é, têm um potencial maior para explicar a realização de escolhas contábeis, se comparadas às demais características corporativas analisadas, o que apoia a tese apresentada. Isso significa que nem sempre as escolhas contábeis efetuadas nas empresas seguiram a racionalidade econômica, e sim, refletiram mais o ambiente institucional do que as relações contratuais e econômicas estabelecidas. Possíveis explicações para esse resultado podem estar relacionadas com o nível de desenvolvimento do mercado brasileiro e com a curva de aprendizado institucional contábil. Ainda que o IFRS seja voltado especialmente para o mercado de capitais, nas empresas de grande porte analisadas as escolhas contábeis explícitas no IFRS podem ser explicadas por características econômicas e contratuais, porém de forma parcial e em menor grau, se comparadas às características institucionais, conforme previsto na hipótese central do presente estudo. Dadas as hipóteses levantadas, as escolhas contábeis podem ter sido realizadas, nas empresas pesquisadas, para atender spectos de eficiência ou mesmo por oportunismo dos gestores, porém, há evidências de que foram mais incentivadas por pressões institucionais e pela busca da legitimidade das práticas contábeis. Em linhas gerais, sugere-se que variáveis institucionais sejam incluídas em estudos futuros sobre escolhas contábeis, no Brasil e em outros países, especialmente aqueles que experimentaram um processo de mudança institucional, como o advindo da adoção do IFRS.
Título em inglês
Accounting choices and corporate characteristics of large companies in the adoption of IFRS in two stages: diagnosis and analysis
Palavras-chave em inglês
Accounting Choices
Corporate Characteristics
IFRS
Institutional Theory
Resumo em inglês
This study aimed to diagnose and analyze corporate characteristics associated with the performance of multiple accounting choices in large companies in Brazil, a peculiar environment of accounting transition to IFRS in more than one stage. Corporate characteristics reflect economic, contractual and institutional incentives to perform accounting choices. A diagnosis of measurement, recognition, classification and presentation accounting choices was made, of 75 large companies in Brazil (public and private companies) during the period of transition to IFRS (2008-2009) and in the following four years of the complete convergence (2010-2013). The corporate characteristics, which may be associated with these accounting choices, were observed. The statistical techniques, simple and multiple correspondence analysis, were used to detect associations between accounting choices and corporate characteristics. The study was based on certain hypothesis derived from previous studies of accounting choices and based on three main theories: Contract Theory of the Firm, Positive Accounting Theory and Institutional Theory. The central hypothesis (thesis) proposes that in accounting transition environment to IFRS in more than one stage the institutional characteristics are associated in a greater extent to the accounting choices of large companies. From the developed analysis it was concluded that the economic, contractual and institutional characteristics are associated with one or more accounting choices made in large companies studied, during and after the adoption of IFRS, i.e. partially explain the accounting choices in such companies. Additionally, it was found that institutional characteristics are associated with a greater number of accounting choices performed in search companies, i.e., have a greater potential to explain performing accounting choices, compared to other corporate characteristics analyzed, which supports presented thesis. This means that not all the accounting choices made in companies followed the economic rationality, but, reflected more the institutional environment than the contractual and economic relations established. Possible explanations for this result may be related to the level of development of the Brazilian market and the accounting institutional learning curve. Although IFRS is especially headed to the capital market, in large companies analyzed explicit accounting choices in IFRS can be explained due to economic and contractual characteristics, however partially and to a lesser extent compared to institutional characteristics, as provided in the main hypothesis of this study. Given the hypothesis made in the study, accounting choices may have been made in the surveyed companies to comply with efficiency aspects or even the opportunism of managers, however, there is evidence that they were more encouraged by institutional pressures and the search for legitimacy of accounting practices. In general, it is suggested that institutional variables are included in future studies of accounting choices in Brazil and other countries, especially those who experienced an institutional changing process, as the one with the IFRS use.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-08-31
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.