• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.99.2017.tde-03022017-114949
Documento
Autor
Nome completo
Antonio Marques dos Santos Filho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Benard, Gil (Presidente)
Ferreira, Karen Spadari
Framil, Valeria Maria de Souza
Título em português
Onicomicose em pacientes dialíticos e transplantados renais: prevalência, etiologia e perfil de suscetibilidade a antifúngicos em pacientes atendidos no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Palavras-chave em português
Antifúngicos
Hemodiálise
Transplante de rim
Unhas
Resumo em português
Onicomicose é uma infecção crônica das unhas provocadas por fungos. É a doença mais comum das unhas em todo o mundo e constitui cerca de metade de todas as alterações ungueais em indivíduos imunocompetentes e imunossuprimidos. Nos últimos anos, vários estudos tem demonstrado aumento na prevalência de onicomicose. Esse aumento pode ser atribuído a diversos fatores, incluindo o aumento da expectativa de vida, e propagação do vírus da imunodeficiência humana (HIV). Nesse sentido, o número de pacientes renais crônicos vem aumentando em todo mundo. No entanto, a literatura relata poucos estudos sobre a prevalência e as características das onicomicoses nestes pacientes. Diante disso, nossos objetivos foram determinar a prevalência, etiologia e perfil de suscetibilidade das onicomicoses provenientes de pododáctilos de pacientes dialíticos (DL), receptores de transplante renal (RTR) e pacientes grupo controle. Foram examinados 510 pacientes, sendo 336 provenientes da Unidade de Transplante Renal (149 DL e 187 RTR), e 174 pacientes do Ambulatório de Clínica Geral, sem histórico de doença associada à imunossupressão (Grupo controle). Os isolados foram identificados por testes fenotípicos e moleculares. O perfil de suscetibilidade foi realizado pelo método de microdiluição em caldo frente aos fármacos fluconazol, itraconazol, voriconazol e terbinafina. A prevalência de onicomicose foi de 23,4% nos pacientes DL e 23,0% nos RTR, significativamente maior que no grupo controle (13,2%). Nos pacientes DL, onicomicose foi associada com diabetes, mas não com o tempo de diálise e sexo. Nos pacientes RTR, onicomicose foi mais prevalente em homens, mas não houve associação com duração do transplante, diabetes e protocolo de tratamento imunossupressor. Trichophyton rubrum foi a agente mais prevalente (45,9%), seguido por T. mentagrophytes (24,5%) e Candida parapsilosis (18%). Todos antifúngicos foram eficazes frente aos isolados de dermatófitos, sendo terbinafina o mais eficiente. Os isolados de C. parapsilosis foram todos sensíveis aos quatro antifúngicos de acordo com os atuais "end-points". Nossos achados permitiram concluir que pacientes renais (DL e RTR) tem risco aumentado de desenvolver onicomicose. Nossos dados também revelaram que a etiologia e a suscetibilidade das espécies isoladas são comparáveis aos encontrados em outros grupos de pacientes não renais descritos na literatura.
Título em inglês
Onychomycosis in dialysis patients and kidney transplant recipient: prevalence, etiology and antifungal susceptibility profile in patients treated at the Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Palavras-chave em inglês
Antifungals
Hemodialysis
Nails
Renal transplantation
Resumo em inglês
Onychomycosis is a chronic fungal infection of the nail. It is the most common disorder of nails worldwide and constitutes about 50% of all nail changes of the immunosuppressed and healthy patients. In recent years, several reports have shown increased prevalence of onychomycosis. This increase can be attributed to several factors, including increased life expectancy, and to the human immunodeficiency virus (HIV) epidemics. In this regard, the number of chronic renal patients is also increasing worldwide. However, the literature reports few studies on onychomycosis in these patients. Therefore, our objectives were to determine the prevalence, etiology and susceptibility profile of onychomycosis of the toenail of patients undergoing hemodialysis treatment (HD), kidney transplant recipients (KTR) and control patients. Were examined 510 patients, 336 attending the Renal Transplantation Unit (187 KTR e 149 HD) and 174 patients attending an internal medicine outpatient service with diseases other than renal disease (control group). The isolates were identified by phenotypic and molecular tests. Antifungal susceptibility tests were performed using a broth microdilution method against the antifungal drugs voriconazole, itraconazole, fluconazole and terbinafine. The prevalence of onychomycosis in HD patients (23.4%) and KTR (23.0%) was significantly higher than control group (13.2%). In HD patients, onychomycosis was associated with diabetes but not duration of dialysis and gender. In KTR, onychomycosis was more prevalent in males, but not associated with duration of transplantation, diabetes or immunosuppressive protocols. Trichophyton rubrum was the most prevalent species (45.9%) followed by T. mentagrophytes (24.5%) and Candida parapsilosis (18%). While all antifungals were efficient against the dermatophyte isolates, terbinafine was the most effective. All C. parapsilosis isolates were sensitive to the antifungals according to the current end-points. In conclusion, this study shows that HD patients and KTR are at high risk of contracting onychomycosis. Our data also show that the etiology and susceptibility of the species are comparable with those found in other groups of non-renal patients described in the literature.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-02-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.