• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Livre Docencia
DOI
10.11606/T.42.2010.tde-06042010-094901
Documento
Autor
Nome completo
Glaucia Maria Machado-Santelli
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1992
Banca examinadora
Haddad, Antonio (Presidente)
Moraes, Flavio Fava de
Perondini, Andre Luiz Paranhos
Silva Filho, Jose Carneiro da
Simoes, Luiz Carlos Gomes
Título em português
Ploidia em tumores de mama humana.
Palavras-chave em português
Análise Bayesiana
DNA ploidia
Prognóstico
Resumo em português
O conteúdo de DNA nuclear de tumores de mama humana foi analisado em um estudo prospectivo com o objetivo de avaliar seu significado biológico. A incidência de aneuploidia nos diferentes tipos histológicos variou, refletindo sua agressividade. A primeira amostra consistiu nos resultados de 225 tumores de mama. Dentre estes tumores os carcinomas ductais infiltrativos representavam a maioria, 88% dos casos. Análise detalhada da associação entre este parâmetro e as características clínico-patológicas das pacientes foi, portanto, realizada apenas com estes tumores. Observamos que os tumores aneuplóides eram mais frequentes nos estadios mais avançados, representando em média 66,2% dos casos. A distribuição dos valores de DNA tendeu a ser bimodal, embora no estadio III um grande número mde casos apresentasse valores entre 2C e 4C. Nenhuma associação foi observada entre ploidia e menopausa, comprometimento de linfonodos axilares ou porcetagem de recorrência. O tempo médio de recorrência foi de 22,4 e 18,8 meses nos grupos diplóides e aneuplóides respectivamente. Os dados indicam associação entre aneuploidia e agressividade tumoral. A probabilidade do tempo médio de recorrência ser menor no grupo aneuplóide do que no diplóide, dado os resultados, calculada usando métodos de análise estatística Bayesiana é 0,875. Em outra abordagem analisamos o DNA de 141 tumores primários e de um a tres linfonodos axilares suspeitos de comprometimento à cirurgia, em cada caso. Destes, 55 foram confirmados como comprometidos ao exame histopatológico. Os valores de DNA das metástases axilares dos tumores diplóides, embora na sua maioria também diplóides, apresentaram pequeno desvio de 2C. Ao contrário, os valores observados nos linfonodos do grupo aneuplóide tenderam a ser menores do que os dos respectivos tumores primários. A correlação entre ploidia e resposta à terapia adjuvante foi estudada em um gupo de 40 pacientes em estadio II, seguidas por um período mínimo de 30 meses. O único sub-grupo que se distinguiu foi o das pós-menopáusicas que apresentaram recorrência no período de observação: valores de mediana de DNA de 4,0 a 4,4C e histogramas apenas de tipo IV foram observados.
Título em inglês
Ploidy in human breast tumors.
Palavras-chave em inglês
Bayesian analysis
DNA ploidy
Prognosis
Resumo em inglês
Abstract not available.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2010-04-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.