• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Livre Docencia
DOI
10.11606/T.44.2013.tde-07112013-152544
Documento
Autor
Nome completo
Kenitiro Suguio
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1973
Banca examinadora
Petri, Setembrino (Presidente)
Almeida, Fernando Flavio Marques de
Amaral, Sergio Estanislau do
Landim, Paulo Milton Barbosa
Salamuni, Riad
Título em português
Formação Bauru, calcários e sedimentos detriticos associados
Palavras-chave em português
Rochas Calcárias
Sedimentologia
Resumo em português
A formação Bauru constitui um dos registros geológicos do Cretáceo Continental Brasileiro mais amplamente documentados no país. Como tal, as rochas que a formam: conglomerados, arenitos argilosos e argilitos e mormente os calcários, exibem propriedades peculiares ao seu ambiente genético. Este trabalho constou de estudos sedimentológicos convencionais (granulometria, mineralogia, etc), que foram assessorados por processos analíticos modernos utilizando-se instrumental sofisticado (estudos de composições isotópicas, composição química em elementos maiores, menores e traços dos calcários, etc.). Esta pesquisa foi encetada baseada na hipótese de que a Formação Bauru reunisse condições excelentes como uma das chaves da história geológica do Mesozóico Superior do Brasil. Tendo os objetivos acima foram coletadas 362 amostras de sedimentos em superfície, obtidas durante os trabalhos de levantamentos de campo e 12 amostras de subsuperfície, de testemunhos de sondagens gentilmente cedidos pela CCPPA ( Companhia de Cimento Portland Ponte Alta). Nessas amostras foram desenvolvidos os estudos de laboratório. As observações de campo foram realizadas durante os levantamentos de 18 seções colunares, distribuídas pelos Estados de Minas Gerais (Triângulo Mineiro) e São Paulo. Foram também percorridos e amostrados sedimentos da Formação Bauru no Sul de Goiás e Sudeste de Mato Grosso. Os levantamentos de 4 seções geológicas, ao longo de rodovias, totalizaram 167 km no triângulo Mineiro e 226 km no Estado de São Paulo. Como resultado desses estudos foi concluído que a Formação Bauru foi sedimentada em água doce, em ambiente fluvial principalmente em rios do tipo anastomosante e lagos associados, assistida por tectônica de falhamentos e ligada aos limites dos arcos estruturais de Ponta Grossa e Canastra, assoalhada por basaltos da Formação Serra Geral com paleodeclive geral dirigido para SW (SE). A existência de tectônica sinsedimentar aparentemente propiciou fases de deposição por movimentos em massa. O clima que reinou durante a sedimentação desses depósitos pode ter sido semi-árido no início, mas logo passou a úmido, talvez de regime tropical. A fonte principal dos calcários de sedimentação química, em lagos de águas muito alcalinas, foram os basaltos, cuja contribuição foi substancial no início quase sempre ligada a concomitante fornecimento de clásticos quatzosos de outras fontes, e diminuiu gradativamente com a evolução da “bacia de sedimentação Bauru”, sem nunca ter cessado de contribuir até o seu final. Fato muito significativo nos sedimentos dessa formação é também a presença de argilo-minerais do grupo da atapulgita, frequentemente sob a forma de placas intercaladas em arenitos argilosos, tipo de ocorrência conhecido como “cartão da montanha” pelos geólogos portugueses. Este mineral deve ser predominantemente autígeno e a sua origem está ligada a lagos de águas muito alcalinas em condições fortemente hidrolizantes.
Palavras-chave em inglês
Not available.
Resumo em inglês
Not available.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-11-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.