• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis de Habilitación
DOI
10.11606/T.44.2013.tde-11042013-112234
Documento
Autor
Nombre completo
Raphael Hypolito
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 1980
Tribunal
Formoso, Milton Luiz Laquintinie (Presidente)
Melfi, Adolpho Jose
Trescases, Jean Jacques
Valarelli, Jose Vicente
Vicentini, Geraldo
Título en portugués
Criptomelana: síntese e estabilidade
Palabras clave en portugués
Mineralogia
Petrologia
Resumen en portugués
Neste trabalho sintetizaram-se algumas dezenas de criptomelanas por métodos cuja reprodutibilidade foi ensaiada inúmeras vezes. Estudou-se a melhor temperatura de síntese, a influência do tempo de digestão no grau de cristalinidade, pH e a influência da incorporação de íons zinco e potássio na estrutura da criptomelana em função do tempo de envelhecimento do mineral em contato com a solução nutriente. Conseguiu-se também sintetizar criptomelana pela oxidação dos íons manganês II em solução com oxigênio no estado gasoso e estudaram-se as possibilidades de transformação de alguns minerais sintéticos em criptomelana. Determinou-se, experimentalmente, energia livre de Gibbs de formação de várias criptomelanas, que mostrou ser função linear do número n de Mn (IV) ('’n IND. Mn''’’O IND. 2') da cela unitária: ’'delta’’''G POT. O''’’O IND. f’'=-2098 + 155,14 '’n IND. Mn’’''O IND. 2'’. Os dados de formação de criptomelana a partir de ’'Mn POT. 2+'’ em solução, bem como a partir de hausmanita ('’Mn IND. 3''’’O IND. 4’') e da nsutita ('’gama’' - Mn’'O IND. 2'’) permitiram a construção de diagramas pH - Eh, onde pela primeira vez na literatura consta a criptomelana. Em função dos resultados experimentais e dos diagramas pH -Eh estabeleceram-se os seguintes mecanismos de formação da criptomelana: a) Em meio acentuadamente ácido (pH<3) a nucleação inicia-se graças a uma elevação localizada de pH e à presença de cátions '’H IND. 3’’''O POT. +’' e' ’K POT. +’'. b) Em pH do meio natural a criptomelana pode formar-se a partir de nsutita com baixo grau de oxidação na presença de' ’K POT. +'’. c) Em pH elevado (pH>9) o mecanismo de formação está associado à presença de ’K POT. +’ e à transformação hausmanita - nsutita - criptomelana. Uma vez formada, a criptomelana apresenta estabilidade comparável com a da pirolusita.
Palabras clave en inglés
Não informadas pelo autor.
Resumen en inglés
Não informado pelo autor.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2013-05-14
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.