• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Livre Docencia
DOI
10.11606/T.54.2011.tde-08082011-115418
Documento
Autor
Nome completo
Luiz Nunes de Oliveira
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 1984
Banca examinadora
Koberle, Roland (Presidente)
Fóglio, Mário Eusébio
Leite, Jose Roberto
Missell, Frank Patrick
Tsu, Raphel
Título em português
Modelo e cálculo do tempo de relaxação vibracional de moléculas adsorvidas quimicamente em superfícies metálicas
Palavras-chave em português
Adsorção química
Tempo de relaxação
Resumo em português
Mostra-se que o modelo de Anderson-Newns para adsorção química em superfícies metálicas transgride a regra de soma de Friedel. Para garantir que o sistema seja eletricamente neutro, introduz-se urna repulsão G entre os elétrons de condução e a carga transferida para o adsorvido. O Hamiltoniano de muitos corpos resultante se diagonaliza por um procedimento numérico fundamentado na teoria do grupo de renormalização. Para mostrar que o potencial G influencia a interpretação de resultados experimentais, aplica-se o modelo ao sistema carbono-hidrogênio no óxido de metila (CH3OH-) adsorvido em Cu (100), cujo espectro vibracional foi recentemente medido. Comparando as frequências vibracionais desse sistema com as do metanol (CH3OH) gasoso, estabelece-se um limite superior Vmax para o acoplamento Ventre estados de Bloch e orbitais moleculares da ligação C-H. Para Vmax, ao arrepio dos resultados para G=O, o modelo generalizado prevê larguras de linha de absorção que concordam com os dados experimentais.
Título em inglês
Relaxation time for molecules chemically adsorved on metallic surfaces
Palavras-chave em inglês
Chemsorption
Relaxation time
X-ray absorption
Resumo em inglês
It is shown that the Anderson-Newns model for chemisorption on metallic surfaces violates the Friedel sum rule; to ensure electrical neutrality, a repuls10n G between the conduction electrons and the charge transferred to the adsorbate is introduced. A renormalization group procedure diagonalizes the resulting many-body Hamiltonian. The model is applied to the carbon-hydrogen system in methoxide (CH3OH-) chemisorbed on Cu (100), the infrared absorption spectrum of which was recently measured. On the basis of a comparison with the vibrational frequencies in methanol (CH3OH) gas, an upper bound Vmax for the coupling V between Bloch states and C-H molecular orbitals is established. For Vmax, in contrast with the (Anderson-Newns) G=O case, the absorption linewidths calculated for the generalized model agree well with the experimental results.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
LD640.pdf (4.13 Mbytes)
Data de Publicação
2011-08-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.