0,05) nos dados de conversão alimentar (CA) nem influência dos tratamentos nos níveis de imunoglobulinas séricas (Ig). Na análise dos valores de Ig, obteve-se como modelo matemático relacionando data de coleta (x) e unidades ZST (y), representado pela equação: y = 30,414 - 0,476x + 0,007x2; com R2 = 0,96 e P≤ 0,00001. Os resultados indicaram a possibilidade do emprego de SL para leitões como alternativa em reduzir o estresse pós-desmame. Seu fornecimento na:forma liquida também é viável, principalmente na primeira semana pós-desmame,. Com efeitos benéficos no GDP e aumento no CDR, sem apresentar qualquer efeito deletério no nível de Ig- sérica dos leitões." xml:lang="pt-br" />
 
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.11.2019.tde-20191218-144739
Documento
Autor
Nome completo
Martha Cristina Alves Esteves
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Piracicaba, 1990
Orientador
Título em português
EEfeitos do uso de sucedâneo de leite na alimentação de leitões lactentes e em recria no desempenho e nível sérico de imunoglobulinas
Palavras-chave em português
DIETA ANIMAL
IMUNOGLOBULINAS
LEITÕES LACTENTES
RECRIA
SUCEDÂNEO DO LEITE
Resumo em português
O presente trabalho teve por objetivo estudar a influência da adição de diferentes níveis e formas de apresentação (liquida vs seca e rações fareladas-RF vs rações peletizadas-RP) de sucedâneo de leite (SL), nas dietas pré-inicial (PI), de 21 a 49 dias, e inicial (I), de 49 a 61 dias sobre o desempenho e nível sérico de imunoglobulinas de leitões lact.ent.es e em recria. Foram utilizadas 32 leitegadas (306 leitões), provenientes de fêmeas mestiças Landrace e Large White, distribuídas a oito tratamentos em um delineamento em blocos casualizados (4 blocos/tratamento). Na fase PI, T1 - 14.4% SL RF; T2 - 9.6% SL RF; T3 - 14.4% SL RP; T4 - 9.6% SL RP; T5 - SL liquido RF; T6 SL liquido RP; T7 - 0% SL RF e T8 - 0% SL RP. Na fase inicial, os níveis de 14.4% e 9.6% foram reduzidos para 9.6% e 4.8%, respectivamente, e não houve mais fornecimento de SL na forma liquida nos tratamentos 5 e 6. O SL substituiu parte do farelo de soja das rações, mantendo os níveis de 21% de proteína bruta (PB) na fase PI e 19% de PB na fase I. As rações experimentais foram enriquecidas com premixes vitamínicos e minerais. Foram realizadas 9 pesagens: ao nascimento, 7, 14, 21, 28, 35, 42, 49 e 61 dias juntamente com o monitoramento do consumo de ração. Nos leitões dos tratamentos com RP também foram feitas amostragens de sangue, retiradas da veia cava anterior, aproximadamente 3-5 ml por animal sendo 7 datas de coleta: 1, 2, 10, 21, 28 (desmame), 35 e 61 dias. As amostras de soro dos leitões foram analisadas através do método ZST ("zinc sulfate turbidity"). Houve aumento do ganho diário de peso (GDP), em Kg, na fase PI com o maior nível (14.4%) de SL nas rações (P≤ 0,039), sendo 0,248 versus 0,205 kg nas RF e 0,251 versus 0,233 kg nas RP. Na semana anterior ao desmame (21-28 dias), os leitões do T8 apresentaram maior GDP do que os do T7 (P≤ 0,035); 0,250 versus 0,156 kg. Embora sem significância estatística (P≤ 0,120), o SL apresentado como suplementação na forma liquida na primeira semana pós-desmame revelou um maior GDP. No entanto, tal fato se reverteu na última semana da fase PI (42-49 dias), quando as dietas com SL na forma em pó apresentaram GDP superior (P≤ 0,051). Na fase PI, a inclusão de SL, em qualquer nível ou forma (liquida ou seca) de apresentação, aumentou o consumo diário de ração (CDR) nas três primeiras semanas (P≤ 0,046), sendo que a forma liquida foi ainda superior à forma seca, quer com 14.4% ou 9.6% de SL (P≤ 0,002), o que também foi significativo (P≤ 0,003) se considerada toda a: fase PI. Houve um aumento (P≤ 0,042) de consumo de ração farelada em relação à peletizada nos tratamentos com dieta liquida na última semana da fase PI. Não foram detectadas diferenças significativas (P>0,05) nos dados de conversão alimentar (CA) nem influência dos tratamentos nos níveis de imunoglobulinas séricas (Ig). Na análise dos valores de Ig, obteve-se como modelo matemático relacionando data de coleta (x) e unidades ZST (y), representado pela equação: y = 30,414 - 0,476x + 0,007x2; com R2 = 0,96 e P≤ 0,00001. Os resultados indicaram a possibilidade do emprego de SL para leitões como alternativa em reduzir o estresse pós-desmame. Seu fornecimento na:forma liquida também é viável, principalmente na primeira semana pós-desmame,. Com efeitos benéficos no GDP e aumento no CDR, sem apresentar qualquer efeito deletério no nível de Ig- sérica dos leitões.
Título em inglês
Effects of feeding milk replacer on the performance and immune response of suckling and weanling pigs
Resumo em inglês
The objective of this: research was to study the effects of' feeding different levels (14.4% vs 9.6%) and physical: forms (meal-MD vs pellet.-PD) of milk replacer (MR) on the performance and immune response of suckling and weanling pigs, during the pre-starter (PS, 21-49 days of age) and starter (S, 49-61 days of age) period. Thirty-two crossbred litters (Landrace and Large White) were assigned to one of eight treatments. During the PS were used: T1 - 14.4% MR MD, T2 - 9.6% MR MD, T3 - 14.4% MR PD, T4 - 9.6% MR PD, T5 - Liquid MR MD, T6 - Liquid MR PD, T7 - 0% MR MD and T8 - 0% MR PD. During the starter period the levels o:f 14.4% and 9.6% were lowered to 9.6% and 4.8%, respectively, and no more liquid MR on treatments T5 and T6 was given. The MR replaced experimental part of soybean meal. All presented experimental diets were formulated to be isonitrogenous with 21% crude protein (CP) for PS and 19% CP for S and supplemented with vitamins and minerals. Pigs were weighed at birth and weekly at 7, 14, 21, 28, 35, 42, 49 and 61 days of age. From 21 days of age, the feed intake was registered. Blood (3-5 ml) was sampled from anterior vena cava of pigs fed pelleted diet at. 1, 2, 10, 21, 28, 35 and 61 days of age, and the serum was used to determine immunoglobulins (Ig) titers by ZST (zinc sulfate turbidity) method. Pigs fed 14.4% MR diet showed higher average daily gain (P≤ 0.039) than those: fed 9.6% MR diet during the PS period with 0.248 versus 0.205 kg in PD form, and 0.251 versus 0.233 kg in PD :form. During the week before weanig, the pelleted control diet gave better (P≤ 0.035) average daily gain (0.250 kg) than the meal control diet (0.156 kg). During the first week after weaning, the liquid MR diet did not improve significantly (P>0.05) the average daily gain, but pigs :fed liquid MR showed a trend (P≤ 0.12) to get higher weight gain than those fed dry MR diets. However, during the last week of PS period, dry MR diets gave better (P≤ 0.051) weight gain than liquid MR diet. During the first three weeks of PS period, the MR increased (P≤ 0.046) daily feed intake – (DFI) and the liquid form of the diet gave higher DFI than the dry: form with 14.4 or 9.6% MR. On the other hand, meal diet gave higher (P≤ 0.042) DFI than pelleted diet in the last week (42-49 days) of PS period. No significant differences were detected (P≤0.05) for either feed gain ratio or serum Ig titers. To analyses the results obtained with Ig, a mathematical model was determined to describe the immune response during the period of observation: y = 30.414 - 0.476x + 0.007x2; with R2= 0.96 and P≤0.00001. The results of this experiment showed the possibility to provide the MR as an alternative to reduce post weaning growth depression. Besides, the liquid supplementation can boost the performance of young pigs during the first 7-10 days after weaning, increase dry matter intake and stimulate dry feed intake with no problem to the immune response as showed by the Ig titers
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-12-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.