• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.8.2013.tde-12082013-115623
Documento
Autor
Nome completo
Isaque dos Santos Sousa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Lencioni, Sandra (Presidente)
Alvarez, Isabel Aparecida Pinto
Oliveira, Jose Aldemir de
Ribeiro Filho, Vitor
Trindade Junior, Saint- Clair Cordeiro da
Título em português
A ponte Rio Negro e a Região Metropolitana de Manaus: adequações no espaço urbano-regional à reprodução do capital
Palavras-chave em português
Iranduba
Manacapuru
Ponte Rio Negro
Reestruturação do espaço
Região metropolitana de Manaus
Resumo em português
Esta tese analisa as transformações socioespaciais em Iranduba e Manacapuru, no estado do Amazonas, que ocorreram nos anos de 2003 a 2012 decorrentes das ações do Estado, do capital e das próprias determinantes do espaço urbanoregional. Esses municípios, situados próximos de Manaus, vivenciaram profundas mudanças nesse período, devido a criação da Região Metropolitana de Manaus (RMM) e a construção da ponte Rio Negro. Ambas foram postas pelo poder público como fundamentais para a instalação de infraestrutura nos municípios circunvizinhos da capital e, assim, anunciadas como essenciais para o desenvolvimento da região. A partir da observação e acompanhamento dos eventos, compreendemos como e porque ocorreu o processo de reestruturação do espaço naquela região. As mudanças no sistema de transportes, dadas a partir da substituição do modal rodofluvial para o rodoviário, foram as alterações de maior densidade nessa região. Elas estimularam outras transformações visivelmente percebidas no uso e ocupação do espaço. A valorização da terra e o crescimento do mercado imobiliário, além da expansão das atividades de comércios e serviços foram também produtoras e resultantes desse processo de reestruturação do espaço urbano-regional. O discurso de que a RMM e a ponte Rio Negro enquanto ações do Estado visam fundamentalmente o desenvolvimento econômico e social da região não se confirma, pois pelo que se observou a instalação de novas infraestruturas e todo o processo de reestruturação do espaço constituíram-se essencialmente em adequações no território e nas relações sociais para uma reprodução ampliada do capital.
Título em inglês
The Rio Negro bridge and the Metropolitan Region of Manaus: adaptations in urban-regional space to the reproduction of capital
Palavras-chave em inglês
Iranduba
Manacapuru
Metropolitan region of Manaus
Restructuring process of the space
Rio Negro bridge
Resumo em inglês
This thesis examines the socio-spatial transformations in the counties of Iranduba and Manacapuru, in the state of Amazonas (Brazil), which occurred from 2003 to 2012 as a result of the actions of the State, the capital and the determinants of urban-regional space. These counties, located near Manaus (the capital of Amazonas), experienced profound changes within this period, due to the creation of the Metropolitan Region of Manaus (MRM) and the construction of the Rio Negro bridge. Both were set by the government as critical to the installation of infrastructure in the counties surrounding the capital, and thus heralded as essential for the development of the region. From the observation and monitoring of events, we understand how and why the restructuring process of the space in that region happened. The changes in the transport system, given from the replacement of bimodal road-fluvial transport to the roadway transport, were the changes of greater density in this region. They encouraged other transformations visibly perceived in the use and occupation of space. The valuation of the land and the growth of real estate market, and the expansion of the activities of businesses and services were also producers and resulting from this restructuring of urban regional space. The claim that the MRM and the Rio Negro bridge as State actions aimed at fundamentally the economic and social development of the region is not confirmed, since what was observed by the installation of new infrastructure and the whole process of restructuring the space consisted essentially in adequacies in the territory and social relations to a magnified reproduction of capital.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-08-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.